Perfil:
Rogerio Del Negri


Arquivos:

Amigos (0)::


Animais ou gente?
15/06/2016 às 20:40

Boa noite.

Muitas das vezes os animais de estimação.são tratados como gente, e como chegar no limite de cada um?

Desde a década de 1990 até a presente data, é que vemos a maioria dos animais no contexto familiar. Passado o tempo em que os animais ficavam no quintal da casa. Estavam vivendo e morrendo de velhice no quintal de casa.

Atualmente, dormem na cama do seu dono,sofrendo de doenças e problemas psicológicos.

Só que não tenho nada contra, desde que a atuação seja com limites. Já pensou se na área profissional, todos entrassem nas competencias dos outros, que bagun;ca seria, e não haveria produçõe?. Os bichos de estimação estão sendo humanizados aqui no Brasil, de maneira em que pode estar em terceiro lugar nesta área.

Você que tem seu bicho de estimação, não sou contra, desde que sejam aplicados limites. Estive em uma casa, onde dormi tranquilo, porque sabia que seus donos sabiam disciplinar. Acordando pela madrugada, o cachoriinho de estimação dos hospedeiros, estava encolhido e abriu os olhos e continuou dormindo, o que me deixou tranquilo para dormi, pois em outra casa,acordei com um cachorrão me lambendo, o que me deixou traumatizado. Mas para mim acho ser um bicho mais higiênico e menos trabalhoso, embora seja mais individual, porém não acho esse animal que exibo, seja ofensivo e nem outro animal de estimação que seja fiel como naquele filme SEMPRE AO SEU LADO ou aqueles infantis desenho como Avin e os esquilos,também com o longa de virtude selvagem. Pode-se observar que os limites dos animais vão até o início para os limites das gentes e vice e versa.

Não estou comprando briga de opinião. De sorte alguma! Apenas mostrando o pensamento de uma indiscplina entre GENTE E ANIMAIS. Entendam o por que deste artigo com suas razões, ao colocar a meditação no raciocínio dêste.

 



Comentários



Comentar post:

Nome/Apelido:


Email:


Comentário:



Não foi encontrado nenhum comentário!